Rede Social Facebook

Furacão Dorian 2019


Furacão Dorian



furacão Dorian é um poderoso ciclone tropical ativo que atualmente ameaça as Bahamas e a região Sudeste dos Estados Unidos.
Imagens de 04 de Setembro de 2019 da NASA do Furacão Dorian de 2019


De 26 ao 28 de agosto, a tempestade afetou às nações e territórios das Caraíbas devastados pelos furacões Irma e Maria em 2017. Tomaram-se amplas medidas de precaução para mitigar os danos, especialmente no Porto Rico. Uma pessoa morreu no Porto Rico enquanto preparava o seu lar para a tempestade. Os ventos destruidores afetaram principalmente às Ilhas Virgens, onde as rajadas atingiram as 111 mph (179 km/h). No entanto, os efeitos gerais nestas regiões foram relativamente menores. A 1 de setembro, o furacão Dorian acercou-se às Bahamas, devastando algumas das ilhas e causando rajadas destrutivas a mais de 200 mph (320 km/h).
Furacao_Dorian_imagem_de_03.09.2019
Furacão Dorian Imagem de 03.09.2019
Imagem: NASA

28 de agosto, Dorian intensificou-se a um furacão ao acercar-se a St. Thomas nas Ilhas Virgens Americanas, onde se registaram ventos ciclônicos. No entanto, o pequeno tamanho do furacão impediu que a parte continental de Porto Rico experimentasse ventos com força de furacão ou tormenta tropical, ainda que não o foi para as Ilhas Virgens espanholas.​ Após que a tempestade passasse por estas ilhas, a pressão se fez mais profunda, o que a converteu na pressão mais baixa da temporada de furacões até à data. Não obstante, o ar seco interrompeu ligeiramente o pequeno e frágil ciclone tropical, e a pressão começou a aumentar mas os ventos não mudaram muito. Após que o ar seco se misturou, a pressão começou a se aprofundar novamente.


Dorian nas Bahamas

Em 1 de setembro, o furacão atingiu as Bahamas como uma tempestade de categoria 5, a tempestade mais forte a atingir as ilhas, com ventos a atingir os 297 km/h e com rajadas alcançando os 354 km/h, deste modo, o furacão alcançou a histórica marca de maior rajada já registrada em uma superfície do Hemisfério ocidental. Ainda houve relatos de um furacão "catastrófico" e com "ventos devastadores".
Furacão Dorian nas Bahamas, muita destruições

Dorian em Barbados


Abriram-se trinta e oito refúgios em toda a ilha, com 103 residentes procurando abrigo neles. Todos os serviços públicos foram suspensos pela duração da tempestade. Pessoas sem lar foram transportadas a refúgios por pessoal de emergência.  O 26 de agosto, o premiêr de Santa Lúcia, Allen Chastanet, anunciou que a nação "fecharia" pela duração do Dorian e todos os residentes tinham o mandato de ficar em casa. No entanto, numerosas pessoas ignoraram esta advertência e a polícia deteve a várias pessoas que se negaram a regressar a seus lares. LIAT cancelou vários voos através das Pequenas Antilhas devido à tempestade.
Furacão Dorian categoria 5

Furacão Dorian rajadas de vento

O Furacão Dorian chegou a marca de categoria 5, é até o momento o furacão mais devastador que passou pelas Bahamas, foi uma destruição total em que ocasionou várias mortes e prejuízos que vai custar muito tempo para as Bahamas ser reconstruída.
Se não pararem de mexer com a natureza devido ao Aquecimento Global, esses furacões vem cada vez mais fortes.
Para saber mais segue link do meu outro site: Desastres Naturais na Terra


Fonte de Pesquisa: Wikipédia

Comentários

Pinterest

back to top

Postagens mais visitadas deste blog

TEMPESTADE

TERREMOTO DO HAITI EM 2010 E SUAS CONSEQUÊNCIAS

Alguns dos fenômenos mais impressionantes do mundo

Furacões mais perigosos em 2017